Pular para o conteúdo principal

Médiuns Lukas

Ontem, pela primeira vez, usei o médium Lukas 1 para fazer a base do fundo de uma natureza-morta. Faz pouco tempo que conheci esse produto. Comprei, no site da Lukas Brasil.

Comparado com o Liquin e outros semelhantes, ele é muito mais confortável de trabalhar, pois não seca tão rápido. A tinta permanece confortável de trabalhar por um dia inteiro. Aliás, parece que nem mesmo altera a secagem da tinta. O Liquin deixa a tinta grudenta muito rapidamente.

Pelo aroma já se percebe que contém terebintina. Mas por que usaram terebintina se não tem resina de damar na fórmula? Também não sei se contém secante ou não. No catálogo de 2019 da Lukas-Nerchau (tenho ele aqui, em PDF), a composição é "resina alquídica, agente de fosqueamento, secante, solvente mineral e bálsamo de terebintina". No rótulo, os ingredientes são os mesmos, exceto que não consta a presença de secante. Embora Lukas seja um fabricante suficientemente idôneo, fica a dúvida sobre o que realmente estou misturando na minha tinta

O médium Lukas 2 já estou usando há alguns meses, com o objetivo de dar mais elasticidade e resistência à tinta (antes, eu usava o Talens 083). Como eu uso óleo de papoula e óleo de cravo, acrescento médiuns com resinas sintéticas para minimizar a fragilidade da película de óleo.

O Lukas 2 é anunciado como um médium para pintar "úmido sobre úmido", pois não acelera a secagem. É feito com óleo de girassol e resinas. Na verdade ele até retarda um pouco a secagem de algumas cores. E traz bastante conforto ao pintar. Mas aqui, de novo, existe uma discrepância quanto ao que é informado no catálogo e o que consta no rótulo. No catálogo, diz que contém resina de damar e resina acrílica; no rótulo consta apenas resina acrílica, e, pelo cheiro, os vidros que comprei este ano não contêm terebintina (necessária no caso de a fórmula conter damar). Deve ter havido uma alteração recente na fórmula.

Arquivo
Categoria

Comentar

.