Pular para o conteúdo principal

Sem sentido

Depois de uns dias sem desenhar por causa de uma lombalgia e outras coisas, abri com saudade a caixa onde guardo os bons e velhos lápis Lumograph, ao som do bom e velho Roger Waters. Entre outras coisas, sempre desenho em pé, ao cavalete, como se pintasse (por que desenhar é diferente de pintar?) e minha coluna lombar andou a reclamar nas últimas semanas, devido, é claro, a um erro, uma palavra errada, um pensamento torto em minha mente, obviamente, fruto de algum erro...

Erros e acertos, erros e acertos, erros e acertos...

Mars Lumograph é o melhor lápis do mundo. No mundo, onde estive por séculos, não existe lápis melhor. Tombow Mono é igualmente bom, mas não é tão fácil de achar no mundo (ou deste lado do mundo).

Enfim, peguei um pequeno desenho sem sentido para talvez terminá-lo.

Sentido? Para quê sentido se o que importa é estar sentindo?

pequeno desenho sem sentido, no cavalete
Alguns dos materiais de desenho que uso

Atualmente, estou usando quase exclusivamente 6B e 4B. Quando estava fazendo um surrealismo mais detalhista, usava muito 2B, B e HB, até mesmo 2H, que são melhores para detalhes, claro. Agora estou mais interessado em manchas do que em detalhes. 2B só é útil quando quero tingir muito sutilmente alguma área. No outro extremo, às vezes uso 8B e 9B também, mas com muita parcimônia: é muito fácil estragar um desenho usando essas graduações em excesso. Quanto mais macio o lápis, menos controle você tem sobre o resultado.

Comentar

You must have Javascript enabled to use this form.